quarta-feira, 7 de março de 2012

Devaneios, parte 2

Não posso negar o pedido de meu amigo Augusto (http://criandometas.blogspot.com/)... então segue a continuação!



Devaneios Parte 2.

"No meio de todo aquele sombrio vale, encontrava-se a Floresta dos Lobos Vermelhos, onde o grande desbravador William, o Conquistador, precisava passar junto com sua tropa de 13 soldados, com um destino certo: chegar às terras do leste obscuro, a pedido do Papa, o qual William honraria até a própria morte.
Alice, obviamente, decidiu-se que, caso este boato do William fosse verdade, Brome poderia ainda estar vivo e ter dito a verdade: Wendy os traiu. Alice precisava encontrar Peter, contar a farsa criada por Wendy e escapar da maldição proferida pelo Sujeito Tolo.
A punição deveria ser proferida a Wendy, não a mim! – pensou Alice, que subitamente se virou e encontrou os cães a encarando.
Passado um mês, nenhuma resposta a respeito do aventureiro William e a sua tropa. Deveria, de fato, ser mais uma mentira criada pelo Dunga, que incrivelmente mudo, confundiu a cabeça de todos ao provar que o mundo era, de fato, redondo, como Galileu tinha tentado provar. Mas Lucca não lhe deu ouvidos, preferiu tomar duas xícaras de chá importado das Índias.
Brome, conseguiu chegar à tapera onde se encontrava Peter, mas lá só encontrou o Lobo, que logo disse: Vá com sua amiga àquela casa onde outrora viveram os pássaros reais e os peregrinos da Iniciação Mental. Lá terás a informação. Se encontrardes aquela garota de capa vermelha, diga-lhe que a espero para o destino traçado.
Brome não confiou no Lobo, pois sabia que o mesmo havia traído o cavalo Silver no passado. Então Brome foi para Malaquita, com o objetivo de achar a pedra da Lua e enfim encontrar Peter, desmascarando assim Wendy e aqueles demônios que apareceriam em breve.
Neste mesmo instante, Alice provou para Peter, enviando um recado via pombo-correio, que Wendy deveria estar de complô contra o Papa, e pediu uma ajuda urgente, pois logo mais esta informação estaria nas mãos erradas, como a do Hook, por exemplo, ou até mesmo da Bruxa de Wisdom.
Por fim, neste mesmo instante, enquanto Peter lia a mensagem, o big bem soou com 10 batidas, e a escuridão já tomava conta da capital britânica, quando as crianças na rua, portando de velas em suas mãos, cantavam: A torre de Londres vai cair, vai cair, vai cair. A torre de Londres vai cair. Lá, lá, lá lá lá.
Peter sabia que não tinha mais tempo, a vida seria arriscada ali, pois envelheceria, e se voltasse para sua tapera, a destruição geral poderia acontecer se, simplesmente, a rainha em um jogo de pôquer saísse com um straight flush em suas mãos.
Ele precisava procurar por William, o Conquistador, e não deixá-lo chegar em Istambul."

3 comentários:

Andarilho disse...

Estupendo! Tem certeza que não é você quem escreve esses emails de spam?

Daniel "Amarelo" disse...

essa parte 2 fui eu. a parte 1 não!

Daniel "Amarelo" disse...

e a parte 3, já pronta, será minha também...kkk