domingo, 4 de setembro de 2011

Domingo após domingo

Cá estou, passadas uma hora e nove minutos da virada do sábado para domingo.
Estou em minha cama, tomando uma Stella Artois, vendo "Mestres da Restauração" no History Channel (programa que Huck se inspirou para fazer o "Lata Velha"), tentando arrumar um pouco de sono para dormir.

Fato, tirar um cochilo de tarde não é nada bom, de verdade.

Passei a semana escrevendo e reescrevendo o que postar, algo espontâneo como tenho sido ultimamente, mas é complicado admitir que sempre que pensei em algo legal, não estava próximo ao computador ou não tinha uma caneta e um papel disponíveis. Mas está tudo bem.

Opinião Amarela de hoje.
Fui ao supermercado comprar chocolate para agradar meu amor, sim eu posso ser romântico e ela ama chocolate, é o único suborno e meu único concorrente no coraçãozinho dela... mas não é sobre o coração da Raiane que estou falando.
No supermercado encontrei uma amiga que há tempos não via, tempos em torno de três anos... e a gente saía todos os finais de semana juntos, sempre a mesma galera, e hoje, depois de três imensos anos, nos encontramos ao acaso em um supermercado. Sim, os dados lançados tornaram o encontro uma incrível coincidência, porque é difícil eu entrar naquele supermercado que eu fui e o mundo é tão grande para que nós tivéssemos nos encontrado lá.
Enfim, conversamos um pouco e no final da conversa aquela frase de praxe: "Vamos marcar de fazer alguma coisa, reunir o pessoal..." aí eu me lembrei de uma comunidade que eu encontrei há um tempo atrás no Orkut que se intitulava "Vamos marcar de nos encontrarmos" ou coisa do tipo, e a foto da comunidade eram duas caveiras conversando.

Não preciso dizer nada né?

A minha opinião de hoje é que precisamos encurtar as distâncias, principalmente das pessoas que gostamos. Não há nada que separe dois amigos de verdade. Nada mesmo!
Não tem namoro, trabalho, estudo, nada separa uma amizade verdadeira. Se o distanciamento foi inevitável, mas o Facebook, Orkut, MSN, telefone sempre encurtou esse distanciamento entre os amigos, sim, a amizade é verdadeira.
Agora, se houve o distanciamento e não houve uma reaproximação, ou não gerou saudade, então não era amizade.

Rimou!
Vou repetir:
"Se houve o distanciamento e não houve uma reaproximação, ou não gerou saudade, então não era amizade!"

Bom final de semana e que as distâncias diminuam!
Amarelo, vulgo Daniel

2 comentários:

alvesleo_1 disse...

Assino embaixo.

Andarilho disse...

Concordo plenamente! Digo mais: já que é para se combinar de fazer algo no futuro próximo, por que não se combina de uma vez, ali no encontro? Assim já sai com a próxima reunião marcada.

Falando nisso, vamos combinar de fazer algo? =)