quarta-feira, 18 de abril de 2012

Post diferente: Chuck



Olá a todos!

Geralmente não posto sobre filmes, séries ou coisas do tipo, raramente de música, mas hoje devo abrir uma excessão.

Sou uma pessoa que não gosto realmente de ficar em casa, gosto de sair, sempre que posso e tenho tempo, mas duas coisas me prendem a atenção demais da conta: games e séries.
Sobre games, uma postagem só não dá, porque são muitos os preferidos que eu nem consigo eleger um melhor que o outro, cada um no seu estilo.

Sobre séries, enfim, por mais que num futuro eu deseje ter uma outra nova preferida, eu tenho uma a qual eu escolhi: Chuck.
Não tenho muita certeza por quê, inclusive por ser uma série que não foi talvez nem de perto a mais vista nos EUA, mas que deixou uma grande legião de fãs ao redor do mundo, mas com esse mundo digital de ".avi's" da vida, como os canais ao redor do mundo não atingiram boas audiências também (obviamente quando Chuck chegava na Warner Brasil eu já tinha visto os episódios, kkk) então a série foi relativamente curta, 91 episódios divididos em 5 temporadas.

Outro detalhe é que a série não é de um tema definido. Ela não é comédia (como Friends, Modern Family, 2 and a Half men...), não é policial (como CSI's, The Mentalist, NCIS...), não é drama (como Revenge, ER...), não é ficção (como Supernatural, The Walking Dead, Lost...), por fim, nada disso mas tudo isso junto.

Eu tenho minha "segunda colocadas", que é possivelmente bem melhor para a grande maioria dos viciados em séries: The Mentalist.

Inclusive, por ironia do destinho, The Mentalist que acabava com a audiência de Chuck nos EUA, ambas disputavam horário, e o Patrick Jane tinha um olhar mais sedutor para os telespectadores estadunidenses.

Enfim, concluindo, Chuck é minha série predileta, tanto que por ser curta, apenas 5 temporadas, eu enrolei mais de três meses para ver a temporada final (acabou antes de fevereiro, eu terminei de vê-la hoje).

Tenho alguns motivos para esclarecer minha preferência:
1) Uma série que não nos prende a um tema só. Ela tem ação, comédia, drama, romance, ficção científica etc.
2) Conta a história de um nerd que consegue virar um espião e casar com um mulherão. Isso me causou interesse pela história, porque esse tipo de abordagem geralmente é feita em filmes o qual as mulheres passam por isso (geralmente aquelas "feias" que gostam do cara bonito e são inteligentes, só se ferram e no final se dão bem). O fato de ter sido com um cara comum protagonizando, deu um ar interessante de verdade na série.
3) Como nerd, ele gosta de games, Star Wars, RPG, computadores, e na casa dele tem tudo quanto é bugiganga que teria em minha casa com certeza!
4) Eu gosto de contrariar. Como a série não é das mais famosas, eu me interessei por ela.
5) A primeira temporada veio de presente do meu tio Ricardo, que tinha gravado para assistir, eu fui na casa dele certo dia e ele me fez uma cópia, falando que era legal etc. E nesta época estava tranquilo na faculdade, solteiro e com muito tempo para assisti-la.
6) Foi a primeira série que eu acompanhei com certa frequência e assiduidade.

Não vou enumerar aqui os porquês, apenas queria deixar minha opinião e para quem tenha os gostos parecidos com o meu assistam a série, pois eu garanto horas de diversão durante 91 episódios, recheados de espionagem, comédia, drama, ação e romance.

Enfim, acho que esse post foi mais para aliviar minha angústia que sempre tenho nos últimos episódios de tudo que assisto, inclusive para Chuck.
Mas que é uma droga quando acaba série, isso é. Putz, ainda mais um Season Finale de sua última temporada...

chucktv.net

Abraço a todos, e ótima semana.
Nessa semana eu volto ainda... hehehe

Daniel

Um comentário:

Andarilho disse...

Uma palavra: Fringe.