quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Natal

Depois de 2 semanas ou mais sem aparecer, volto hoje com uma postagem de Natal. Natal dessa vez, não simbolizando presente, comércio, algo do tipo, mas simbolizando reunião familiar, pois infelizmente em muitas casas é a única vez no ano que podemos ver tios, primos, irmãos, pais todos, reunidos juntos, falando bobeira, tomando vinho e comendo peru.

"Família é algo genial. Se for pensar, vivemos sem muita coisa, mas sem família, acho muito difícil! Tem gente que tenta, que é muitas vezes irredutível e fala que pode e consegue viver sozinho. Mentira! Ninguém consegue!
Para quem mora perto, às vezes enche a paciência, dá rebeldia, vontade de sair de casa o mais breve possível. E depois que sai, quase sempre quer voltar. Mesmo que não pense nisso, mas um dia ou outro sentimos saudades dos irmãos nos pentelhando, os pais dando aqueles incansáveis conselhos sempre que vamos sair, vamos dirigir o carro, sair com a namorada...sempre tem aquele: "Filhão, vê se não bebe hoje" ou "Você tá usando camisinha?".
Brigas e mais brigas, todos os dias, uma discussãozinha aqui e ali, mas no fundo não vivemos sem nossa família!

As vezes acho que seria muito melhor ter nascido antes de meus avós, pois a natureza não falha, e infelizmente eles vão partir antes de mim. E para aguentar a saudade que vou sentir, não dá vontade nem de pensar! Aquele avô rabugento, fanático por futebol, surdo e mau-humorado. E aquela avó que repete 100000 de vezes o mesmo conselho, ou aquela avó que te vê e dá risada, te chama de "pirusaca da vó" e coisas do tipo.

Brigas com os irmãos todo mundo tem. Mas quando você chega em casa desanimado, brigou com alguém, cansado do serviço, seus irmãos são sempre os primeiros a te dar um abraço verdadeiro e dizer "Te amo". E por mais que você tente ser insensível, ficar quieto e não dar trela, você abraça-os forte!

Aquele ditado "Amigos são parentes que podemos escolher" é realmente verdadeiro, porque os amigos a gente tem mesmo que escolher, mas minha família, se pudesse escolher, não adiataria em nada, pois escolheria a mesma, sem tirar nem por!

Um feliz natal à todos, que estarão hoje bebendo, comendo, jogando conversa fora com aquele primo quase desconhecido que mora em outro canto do país! E aos que não tem esse primo, meus pêsames, não sabe o quanto é bom ter uma família e amá-la como eu amo!

Abraço
Daniel

Um comentário:

Andarilho disse...

A melhor mensagem de Natal que eu li nesse, certamente.

Natal já passou, mas feliz Ano Novo.